featured Lanchonetes

#UMASANTISTAEMSP - LANCHONETE DA CIDADE

12:33:00Maria Fernanda Ojea

Eu adoro conhecer restaurantes etc, ainda mais em São Paulo. Por isso sempre levo comigo uma listinha de lugares que eu gostaria de conhecer. E um deles era a Lanchonete da Cidade no qual sempre vejo uma galera falando super bem e me aguando com as fotos. Confesso que fui com muita expectativa (o que eu não gosto pois sempre de alguma forma eu acabo me decepcionando por esperar demais rs). Com tantas opções, acabei escolhendo o Bombom Black Power que é um lanche com hambúrguer bovino angus black, creme de gorgonzola, bacon de forno no pão preto:



Estava gostoso porém nada demais. Eu não sei se foi o pão preto que me causou má impressão (parecia que eu estava comendo um bolo de chocolate salgado rs) ou sei lá. A sensação que eu tive é que faltava um outro ingrediente para "juntar" os sabores (talvez uma cebola picadinha ao molho agridoce com shoyu), fora que achei o pão extremamente seco. Tipo... não estava ruim porém eu não pediria novamente. E o preço também não é muito convidativo (R$35,00 e não acompanha batata).

Mas o que acabou me surpreendendo foi a tal da Batata Rústica (batata frita cortada em rodelas com casca, com alho inteiro frito e alecrim). Genteeeeeee o que era aquilo? por mim eu comeria umas 3 daquelas e nem pediria o lanche kkkk. Como eu não curto alecrim, acabei pedindo sem (ele vem em ramo):


Achei bem legal a apresentação nessa cestinha que imita aquelas fritadeiras. As batatas estavam sequinhas e o alho desmanchava por dentro. Hummmm (até salivei agora rs). Com certeza a melhor batata rústica que eu já comi na vida. Essa porção como entrada dá perfeitamente para 2 pessoas. O valor é R$ 20,00.

Agora vamos ao lanche que o Diego pediu, que achei bem diferente. O Chili Bombom que é feito com mini burger angus black, sobre uma crosta de parmesão crocante, coberto com chili de carne, jalapeños e creme de cheddar:


Ele pediu sem jalapeños por achar que seria extra picante. Mas o chili de carne é bem de boa (se você não gosta de muito picante, vai curtir). O Diego amou esse lanche, disse que estava muito saboroso. Eu acabei provando um teco e gostei também (achei a combinação de sabores bem diferente por causa da crosta de parmesão). O valor dele é R$ 30,00.

A gente acaba indo nos lanches mais caros da casa por achar que são os melhores mas isso é um baita engano. Nesse dia eu estava morrendo de fome e aproveitando que era férias (e eu nem estava ligando pra dieta rs) eu e o Diego acabamos dividindo mais um lanchinho (que infelizmente a tapada aqui esqueceu de fotografar). Pedimos um hambúrguer salada (que custa R$ 19,00) que estava muito gostoso, para ser sincera curti mais que o Black Power (vai entender kkkk).

Outra observação é a decor da casa que é bem retrô. Parece que você está em uma lanchonete nos anos 70. Os acompanhamentos que ficam sobre a mesa também são gostosos (principalmente o catchup da casa).

Além dos lanches (hambúrguer e hot dog) a casa conta com saladas e milk shakes diferenciados.

Fomos na unidade dos Jardins em uma sexta feira a noite e o local estava bombando. Mas apesar disso o atendimento foi bem rápido (tanto para pedir quanto para trazer os pedidos).


Aproveitando queria registrar uma reclamação. Eu sei que o estacionamento vallet que a unidade possui em frente é terceirizado, porém como está vinculada com a casa eu acho a reclamação válida. Pagamos R$ 22.00 para estacionar o carro e quando voltamos o mesmo estava parado em frente a lanchonete na rua (detalhe que era uma vaga comum e qualquer um poderia estacionar gratuitamente). Achei um absurdo, pois se você paga esse valor no mínimo tem que deixar em um estacionamento com mais segurança. Ali na rua qualquer um poderia bater no carro ou até mesmo furtar. Resumindo: me senti uma idiota ao pagar R$ 22,00 e o carro ficar na rua em uma vaga comum. Ainda questionei o funcionário e a desculpa que ele deu é que tinha acabado de trazer o carro. Só digo uma coisa: nunca mais volto nesse "estacionamento".


Resumindo: Gostei bastante da Lanchonete da Cidade por causa da decor, diversidade nos lanches (tem até vegetariano) e atendimento. Mas sinceramente, não achei nada de extraordinário (tirando a batata rústica, é claro rs). É tão boa quanto muitas lanchonetes por aí, inclusive que possuímos aqui em Santos.


Contatos:
Unidade Jardins: Alameda Tietê, 110 - Jardim Paulista;
Tel: (11) 3086-3399





You Might Also Like

4 Comentários

  1. Oi, Fê amei o post!
    Porém achei tudo bem caro,e nada de extraordinário. E apesar de vc ter gostado das batatas rs Achei super comum, até eu sou capaz de fazer em casa! Bom mais amei seu post as fotos ficaram lindas e super apetitosa ! super beijoooo <3
    By Rafaela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rafa!

      Sério? ahhh quando fizer me chama então hehe. Eu gostei e achei diferente, porque aqui em Santos a batata rústica não é assim. Eles cortam a batata tipo em palitos (mas não tão certinho) e só! Ela fica mais cozida do que frita. Achei essa diferente por ser cortada tipo chips e vir com alho (adoro). Mas realmente não deve ser difícil fazer em casa, só não faço na minha porque óleo não entra, só como fritura na rua rs! E sobre os preços também achei meio carinho.

      Bjs

      Excluir
  2. Oi Fê, que saudades daqui.
    Eu definitivamente fiquei desejando o hambúrguer do seu marido HAHA, tb não sei se foi o pão preto, mas quanto ao seu eu não sei se comeria. Amei as babatas rústicas e não me lembro de ter visto delas aqui em Santos :/ (uma pena, pois não sei quando irei em SP).

    Beijos de Luz,
    Marinah | Meu Doce Apartamento - Literatura, Culinária, Caseirices e muito amor! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Má.

      kkkkk então... acho que o pão assusta mesmo. Verdade, também nunca vi batata rústica desse jeito aqui em Santos. Me falaram que no Quiosque Chopp Brahma tem uma bem gostosa também. Qualquer hora dessas vou provar.

      Bjs

      Excluir

TRANSLATE/TRADUTOR

LEITORES ONLINE

Formulário de contato